segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Gia Marie Carangi


  
Já assisti várias vezes esse filme... sobre a vida da Modelo Gia Marie Carangi, que em pleno auge da carreira, cai no submundo das drogas e em drogas cada vez mais pesadas e injetáveis e adquiri assim a AIDS... numa época que nem se quer sabiam direito o que era Aids.


Esta é Gia... assim começou a carreira dela... meio que ao acaso...meio que sem nada planejado por ela ! Ao menos assim é demonstrado no seu filme !

 Nasceu em 29 de janeiro de 1960 e se transformou na modelo mais famosa da década de 70 e 80.
Foi a queridinha de grandes fotógrafos como Richard Avedon, Francesco Scavullo, Arthur Elgort, Chris Von Wangenheim, entre outros.

  
No filme... essa foto acima aconteceu, (depois da real sessão de fotos - abaixo), quando pela primeira vez foi capa da revista Vogue de Paris,nesse dia Gia chegou toda despojada...de tênis, jeans, camista de qualquer jeito... e foi fotografada por Chris von Wangenheim.
 


Neste  dia também, conheceu Sandy Linter, que trabalhava como assistente e que se tornaria o seu caso de amor mais famoso e polêmico dos bastidores da moda... Gia nunca escondeu sua posição de bissexual.
 


Teve casos, inclusive com o ator Mickey Rouker que não foi pra frente devido os constantes abusos, principalmente de drogas, de ambas as partes.

Aos poucos o seu trabalho foi sendo afetado. Por conta do seu vício, suas atitudes marcaram sua trajetória no mundo da moda como fotos sensuais e até escandalosas para a época, e como quando sem a menor explicação, largou uma sessão fotográfica e foi embora, ou simplesmente dormiu no meio das fotos.



 Em 1980 sua agente Wilhelmina Cooper, morre de câncer no pulmão, o fato causa uma recaída no vicio de Gia e logo ela passa a usar heroína.


No final de 1981 Gia procurou Francesco Scavullo, ele a colocou na capa da Cosmopolitan em 1982- um presente - na sessão de fotos ele chegou a colocar os braços de Gia para trás do corpo, pedindo que ela se sentasse em cima de suas próprias mãos...


(Cena no filme GIa - Fama e Destruição, onde o Fotógrafo realiza a última capa de Revista da Gia, como segue abaixo)

...fato este desmentido por Scavullo, que diz que a pose a que Gia se submete é devido ao fato de que ela estaria um pouco acima do peso
(?- olha as clavículas dela....)
Foi a última capa de revista na qual Gia apareceu, cena que é eternizada no filme biográfico GIA.
 

  Gia, já o final da sua vida e na sua decadência em idas e vindas de recuperações para viciados, volta com seu vício e chega a se prostituir, sendo violentada em várias ocasiões, até ocorrer uma crise de pneumonia e é internada em um hospital onde a AIDS foi identificada em seu organismo.
 
 

Em 18 de novembro 1986, Gia entra para mais um rol da fama... mas infelizmente, como a primeira mulher famosa a morrer de AIDS. Ganhou muito dinheiro como uma supermodelo (chegou a ganhar 750.000 dolares em uma temporada!), mas perdeu tudo. 

Quando começou a se tratar da AIDS, não tinha dinheiro para custear o tratamento, teve que se declarar indigente para conseguir ajuda médica.

Sua brilhante carreira e triste fim renderam um filme e oscar de Melhor Atriz para Angelina Jolie, (pela sua interpretação em Gia).

❇ 29.01.1960
† 18.11.1986 

 

Um comentário:

  1. Veja só né?Ela empobrecer tratando-se de uma doença que na época era uma coisa do outro mundo.Hoje as pessoas ganham tudo do governo.Ela tinha a vida toda pela frente e morreu de uma forma tão triste.Caraca...deu curiosidade pelo filme.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails